Festa Literária
Internacional de Paraty
 
Flipinha FLIPINHA Patrocinadores

Confira os convidados da Ciranda dos Autores e das Rodas de Conversa, na Flipinha 2016

 

Adriana-carranca

Adriana Carranca

Adriana Carranca é colunista dos jornais O Globo e O Estado de S. Paulo e repórter especial, enviada para coberturas como as guerras na Síria, Iraque, Afeganistão, Faixa de Gaza, R. D. Congo, Sudão do Sul, entre outros. Escreve principalmente sobre conflitos, crises humanitárias e direitos humanos, com olhar especial sobre a condição das mulheres. É autora do infantil Malala, a menina que queria ir para a escola (Companhia das Letrinhas, 2015) e tem outros dois livros publicados: O Irã sob o chador (Editora Globo, 2010), com Marcia Camargos, e O Afeganistão depois do Talibã (Editora Civilização Brasileira, 2011).

 

Alexandre de Castro Gomes

Nasceu no Rio de Janeiro, em 1969. Advogado, Alexandre de Castro Gomes resolveu desengavetar seus textos de literatura infantil após perceber que seus filhos pequenos se divertiam com as histórias que havia escrito. Desde 2008, quando publicou seu primeiro livro, O julgamento do chocolate (Editora RHJ, 2008), já lançou mais de vinte obras. É o atual presidente da Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil (Aeilij).

 

Aline Abreu

Nascida em Barra do Piraí (RJ), em 1977, Aline Abreu mudou-se cedo para São Paulo. Quando pequena, preferia ouvir as memórias da bisavó a qualquer brincadeira de criança, hábito que fez nascer o gosto pela contação de histórias. A essa paixão uniu-se outra: a ilustração. Escreveu e ilustrou sete livros, entre os quais Menina amarrotada (Jujuba Editora, 2013) e Este não é o presente que eu pedi! (Melhoramentos, 2015).

 

Ana-claudia-bastos

Ana Claudia Bastos

Ana Claudia Bastos é escritora, educadora e produtora. Formada em ciências sociais, adora contar histórias. Lançou Um dia especial para Laurinha (Melhoramentos, 2003), escrito com a irmã Ana Lucia Bastos, Um dia na aldeia Brilho do Sol (Editora Peirópolis, 2005), escrito ao lado da mãe, Lourdes Gondiml, e As cores da floresta sem cor (Melhoramentos, 2013). Este ano, publicou, com a ilustradora Rita Carelli, Família de todo jeito (Zit Editora), obra que valoriza a diversidade.

 

Ana Luísa Lacombe

Atriz, figurinista, aderecista, contadora de histórias e escritora, Ana Luísa Lacombe nasceu no Rio de Janeiro e começou sua trajetória no teatro nos anos 1980. Participou de diversos espetáculos musicais como atriz e, em 2003, lançou sua primeira montagem autoral, Fábulas de Esopo. Já viajou todo o país como contadora de histórias. Sobre um mito indígena, escreveu a obra infantil A Árvore de Tamoromu (Editora Formato, 2013).

 

Angela-Lago

Nascida em Belo Horizonte, em 1945, Angela-Lago escreve, ilustra e faz animações – em projetos voltados sobretudo para crianças. Frequentou o ateliê do escultor Bitter e, em 1975, abriu um estúdio próprio de programação visual. Entre suas obras mais importantes, estão Sangue de barata (Editora RHJ, 1980) e Cena de rua (Editora RHJ, 1994). Lançou, no ano passado, O caixão rastejante e outras assombrações de família (Companhia das Letrinhas, 2015).

 

Aurélio de Macedo

Aurélio de Macedo nasceu e cresceu na pequena cidade de Buriti Bravo (MA). Aos 18 anos, mudou-se para São Paulo para cursar jornalismo. Atua no mercado editorial como diretor de criação, editor, redator e consultor de projetos de comunicação. Gosta especialmente de criar e desenvolver projetos para crianças. Em 2014, lançou Titus e as galinhas (Editora Kapulana), seu primeiro livro infantil.

  

Blandina_e_lollo%c2%a9mario_coelho

Blandina & Lollo

Blandina Franco é paulista, filha do dramaturgo Jorge Andrade. Viveu entre livros desde pequena, ainda que só tenha começado a escrever histórias para crianças depois dos quarenta. José Carlos Lollo, também paulista, é ilustrador e diretor de arte, com passagem pelas principais agências de publicidade do Brasil. A parceria Blandina & Lollo produziu, nos últimos cinco anos, mais de trinta obras, como A raiva (Pequena Zahar, 2014) e Ernesto (Companhia das Letrinhas, 2016). 

 

Celso_sisto%c2%a9acervo_pessoal

Celso Sisto

Nascido no Rio de Janeiro, em 1961, Celso Sisto dedica-se à literatura infantil e juvenil. Depois de estudar e dar aula sobre o tema, decidiu se arriscar como autor e, desde então, já publicou sessenta livros. É também ilustrador, arte-educador e contador de histórias no grupo Morandubetá, do Rio de Janeiro. Percorre o Brasil montando grupos de contação e oferecendo palestras e oficinas sobre o assunto. Entre suas obras, estão Diáfana (Editora Scipione, 2010) e A compoteira (Editora Prumo, 2011).

 

Dinah-sales

Dinah Sales de Oliveira

Dinah Sales de Oliveira nasceu em Cambuí (MG) e mudou-se para São Paulo aos 15 anos. Formada em jornalismo, presta serviços de assessoria de imprensa e de comunicação corporativa. Como escritora, publicou O que você vai ser quando crescer? (Editora Moderna, 2012), livro que fala sobre trabalho e empreendedorismo para o público jovem, e O sobrenome do alce (Editora Cuore, 2014), sua estreia na literatura infantil.

 

Eliane_potiguara%c2%a9acervo_pessoal

Eliane Potiguara

Carioca, nascida em 1950, Eliane Potiguara é escritora, poeta e professora. Sua ascendência indígena ajuda a enriquecer o caldo cultural de seus livros, como em O coco que guardava a noite (Editora Mundo Mirim, 2012), em que apresenta uma lenda carajá às crianças, e A cura da terra (Editora do Brasil, 2015), que narra a protagonista Moína em busca de sua origem. Trabalha, no Brasil e no mundo, pela divulgação da literatura indígena.

 

Ernani_ss%c3%b3%c2%a9acervo_pessoal

Ernani Ssó

Ernani Ssó define a si mesmo como um “escritor que veio do frio: nasceu em Bom Jesus (RS), numa tarde de neve”, em 1953. É um dos mais atuantes tradutores do espanhol no Brasil, tendo vertido clássicos do porte de Dom Quixote e Novelas exemplares, de Cervantes. Tem diversos livros publicados para crianças, jovens e adultos, como Virou bicho! (Companhia das Letrinhas, 2009) e No escuro — Mais sete histórias tenebrosas de bruxa (Editora Edelbra, 2013). 

 

Est%c3%aav%c3%a3o_marques%c2%a9arnaldo_j.g

Estêvão Marques

É percussionista, arte-educador e contador de histórias, profissão que herdou do pai. Estevão realiza inúmeras “mirabolâncias” pelo mundo, como gosta de chamar suas oficinas de música para crianças e adultos. Tem um canal de vídeos on-line, em que busca despertar a sensibilidade musical dos pequenos. É também integrante do Grupo Triii, com quem escreveu Ei, ei, ei, Vanderlei (Melhoramentos, 2011) e Pão, pão, pão (Melhoramentos, 2013).

 

Guigo Gomes

Nascido em 2002, Guigo é filho do escritor Alexandre de Castro Gomes, convidado da Flipinha 2016, e da ilustradora Cris Alhadeff. Apesar da pouca idade, o menino dedica-se a desenvolver o traço de seu desenho. Ilustrou Filhos de peixe (Editora Mar de Ideias, 2016), obra que o pai organizou com textos de pequenos escritores, filhos e netos de autores conhecidos.

 

Guto_lacaz_%28edson_kumasaka%29

Guto Lacaz

Nascido em São Paulo, em 1948, Guto Lacaz é artista plástico, ilustrador e cenógrafo. Em quase quarenta anos de carreira, já transformou o lago do parque Ibirapuera em auditório, com cadeiras suspensas sobre a linha d’água, e instalou um enorme periscópio no vale do Anhangabaú, pelo qual se podia ver a paisagem do viaduto do Chá. Adora subverter eletrodomésticos para criar engenhocas com significado poético.

 

Laura_castilhos%c2%a9luis_ventura 

Laura Castilhos

Nasceu em 1959, em Porto Alegre. Incentivada pela família, Laura Castilhos desenha desde pequena e gosta de narrar histórias por meio de imagens. Ilustrou diversas obras infantis, como É verdade! É mentira (Editora 8INVERSO, 2012), de Dilan Camargo, e A caixa do Alvinho (Editora da Cidade, 2015), de Carlos Urbim. É professora no Instituto de Artes da UFRGS e oferece oficinas para crianças sobre o processo criativo da ilustração.

 

L%c3%a1zaro_ramos%c2%a9jorge_bispo

Lázaro Ramos

Nascido em 1978, na capital baiana, Lázaro Ramos é ator, apresentador, cineasta e escritor. Atuou em diversos filmes, peças de teatro, minisséries e novelas, como Cobras & Lagartos, da Rede Globo – pela qual foi indicado ao Emmy Awards 2007, umas das principais premiações da TV internacional. Estreou na literatura infantil em 2010 com A velha sentada (Editora Uirapuru, 2010) e, cinco anos depois, lançou sua segunda obra do gênero, Caderno de rimas do João (Pallas Editora, 2015).

 

Liliane-oraggio

Liliane Oraggio

Paulistana, nascida em 1963, Liliane Oraggio é jornalista, escritora e terapeuta. Há oito anos, comanda a Oraggio Editorial, empresa que desenvolve publicações institucionais e corporativas. Inspirada pela afilhada Yayá, escreveu seu primeiro livro infantil, Min e o tudo de novo (Pólen Livros, 2015), que explica, de forma lúdica, as novidades do mundo a partir do nascimento de um bebê.

 

Marina-miyazaki 

Marina Miyazaki Araujo

Ao longo da vida, Marina Miyazaki Araujo teve várias experiências: foi consultora de RH, professora, voluntária em ONGs, supervisora acadêmica e colaboradora de sites de notícia e entretenimento. Descobriu já adulta que tinha dislexia, tema de uma de suas obras infantis, Dislexicando (Pólen Livros, 2015). Em Pai Francisco (Pólen Livros, 2015), Marina conta a história de um menino que não vê a hora de ter por perto o pai que foi preso.

 

 

Maurício Meirelles

Nasceu em 1967, em Belo Horizonte. Maurício Meirelles é arquiteto e escritor. Já publicou textos nas revistas literárias Pessoa e Germina e no Suplemento Literário de Minas Gerais. Acaba de lançar seu primeiro livro solo, Birigui (Editora Miguilim, 2016), com ilustrações de Odilon Moraes. Voltada a adultos e crianças, a obra conta a história de Birigui, um menino que acompanha o pai caçador pela primeira vez.

 

Nina Gomes

Caçula de Alexandre de Castro Gomes e Cris Alhadeff, Nina Gomes, nascida em 2004, seguiu o exemplo do irmão mais velho e começou cedo no mundo da literatura. Aos cinco anos, criou seu primeiro livro: desenhou uns monstrinhos, grampeou tudo e narrou ao pai. Escreveu um texto em Filhos de peixe(Editora Mar de Ideias, 2016) e já tem outras histórias prontas. Também faz ilustrações e colaborou com a mãe no livro Alice faz aniversário (Zit Editora, 2010), escrito por Tânia Velozo.

 

Odilon-moraes 

Odilon Moraes

Nasceu em 1966, em São Paulo. Odilon Moraes cursou arquitetura, mas nunca atuou na área. Sua paixão por livros e desenhos (bem como uma boa dose de acasos) o levou a trabalhar com ilustração de obras literárias. Também dá cursos e oficinas sobre a história do livro ilustrado. Em 2002, publicou A princesinha medrosa (Companhia das Letras), livro escrito e ilustrado por ele. Recentemente, lançou Birigui (Editora Miguilim, 2016), ao lado de Maurício Meirelles.

 

Palavra_cantada%c2%a9joao_caldas

Palavra Cantada

Paulo Tatit e Sandra Peres decidiram se unir em 1994 para formar uma dupla musical infantil, a Palavra Cantada. Desde então, são mais de vinte discos dedicados às crianças, dois milhões de CDs vendidos e diversos projetos que procuram estimular no público infantil a musicalidade e o gosto pela poesia. A dupla também lançou livros ilustrados, baseando-se em suas composições, como Papagaio Reginaldo e a árvore na montanha (Melhoramentos, 2013) e Vambora, tá na hora! (Melhoramentos, 2014).

 

Patriciaauerbach-divulga%c3%a7%c3%a3o

Patricia Auerbach

Nascida em São Paulo, em 1978, Patricia Auerbach é arte-educadora, escritora e ilustradora de livros para crianças. Entre suas obras publicadas, estão O jornal (Editora Brinque-Book, 2012) e Histórias de antigamente (Companhia das Letrinhas, 2015). Trabalhou como diretora de arte em agências de publicidade e deu aulas de história da arte. Em Paraisópolis, na capital paulista, atua na ONG Pró-Saber SP, voltada para alfabetização e letramento.

 

Raquel Matsushita

Nascida em São Paulo, Raquel Matsushita é designer, escritora e ilustradora de livros infantis. Formada em publicidade, hoje tem seu próprio escritório, o Entrelinha Design. Ao lado da ilustradora Aline Abreu, Raquel é idealizadora do projeto Letra de Mão, que busca incentivar o hábito da escrita à mão. Publicou Eu (não) gosto de você (Jujuba Editora, 2013), Não, sim, talvez (Sesi-SP Editora, 2014), A bola do vizinho (Editora Positivo, 2015) e ilustrou o premiado Alfabeto escalafobético (Jujuba Editora, 2013), escrito por Claudio Fragata.

 

Rita-carelli

Rita Carelli

Rita Carelli é ilustradora, escritora, atriz e palhaça profissional. Nasceu em São Paulo, em 1984, e viveu parte de sua infância entre os índios, de uma aldeia à outra, acompanhando seus pais em filmagens e pesquisas. Hoje, dedica-se a compartilhar com outras crianças as alegrias e as dificuldades das crianças indígenas do Brasil. Ilustrou, este ano, o livro Família de todo jeito (Zit Editora), de Ana Claudia Bastos.

 

Roberta-asse-2

Roberta Asse

Paulistana, Roberta Asse é arquiteta, designer gráfica, ilustradora de livros para crianças e jovens, assim como pesquisadora da cultura da infância. Filha de professora, seu universo sempre esteve ligado aos livros. Em 2015, publicou a Coleção das crianças daqui (Criadeira Livros), oito livros escritos e ilustrados por ela, com histórias inspiradas em viagens que fez pelo Brasil para conhecer e escutar crianças do interior do país. Escreveu e ilustrou De João para seus irmãos (Pólen Livros, 2015) e o aplicativo A Trilha (Editora Peirópolis, 2014).

 

Selma_maria%c2%a9fernando_cohen

Selma Maria

Paulistana, Selma Maria estuda o universo da arte-educação. Além de professora de arte, pesquisa a cultura da infância, abordando as múltiplas formas de brincar das crianças que vivem fora de centros urbanos. Tal pesquisa a levou para o interior do Brasil, em especial à região onde Guimarães Rosa cresceu, em busca das raízes do escritor. Escreveu Um pequeno tratado de brinquedos para meninos quietos da cidade (Editora Peirópolis, 2011) e O livro do palavrão (Editora do Brasil, 2015).

 

Yasmin-ziganshin 

Yasmin Ziganshin

Filha de uma brasileira católica e de um russo mulçumano, Yasmin Ziganshin nasceu em 2004, no Japão, onde morou até os três anos de idade. Ter contato com diferentes culturas, línguas e culinárias motivou a menina a escreveu, aos 10 anos, sua própria história. O livro Do outro lado do mundo (e-book vendido pela Amazon, 2015) será, em breve, editado também em japonês. Além de escritora, Yasmin é atriz e faz parte da Cia. Faz Assim Produções.


 

Realização
Associação Casa Azul